Crítica de cinema - A Morte te dá parabéns (2017)




País: EUA
Título original: Happy Death Day
Data de lançamento: 12 de outubro de 2017
Classificação: 14 anos
Duração: 1h34min.
Direção: Christopher Landon
Elenco: Jessica Rothe, Israel Broussard, Charles Aitken, Rachel Matthews, Jason Bayle
Produtor: Jason Blum
Gênero: Terror, Suspense
Distribuidora: Universal Pictures


Sinopse: Tree (Jessica Rothe) é uma jovem estudante que trata mal os meninos, desdenha das amigas e não parece estar muito disposta a atender as ligações do pai no dia do aniversário dela. No fim do mesmo dia, no entanto, ela é brutalmente assassinada por um mascarado. Acontece que ela "sobrevive", ou melhor, acorda no mesmo e fatídico dia, numa espécie de looping macabro, que termina sempre com a morte da garota. Repetir, seguidamente, o mesmo dia, por outro lado, dá a Tree a chance de investigar quem a está querendo morta e o porquê.

Tree Gelbman é uma estudante universitária petulante e de caráter duvidoso, que mora em uma república com outras garotas com um perfil bem parecido com o dela. No dia do seu aniversário, ela acorda em um dormitório, mais precisamente no quarto de Carter Davis. A partir daí, ela vive seu dia da forma como lhe é habitual, destratando pessoas no meio do caminho. Até que ao final do dia, Tree é brutalmente assassinada, mas o mais estranho é que ela acorda novamente naquele dia, até ser assassinada e despertar na mesma agonia, presa neste looping entre vida e morte.

Mas isso não deixa o filme entediante?

Não mesmo, porque a personagem morre de diferentes formas, se desenvolve como pessoa após todo sofrimento que vai passando, revela fatos que não conhecíamos e vai se tornando mais fraca fisicamente, porém mais forte e generosa.

Observação: Inclusive este último aspecto me fez lembrar bastante da personagem Sam do filme "Antes que eu vá", entretanto, a temática central é bem diferente, pois está mais voltada para o drama. Ambos os filmes têm como referência o clássico "Feitiço do Tempo".

A temática principal de "A Morte te dá parabéns" reflete muito bem o gênero. O filme não é para um público qualquer. Não adianta entrar na sala de cinema cheio de preconceitos, pensando que o terror é feito somente dos estilos que já assistiu até hoje. Existe um tipo que fez muito sucesso nas décadas de 90 e 2000 e que pode ser perfeitamente exemplificado através do filme "Pânico" e suas sequências.

Então se você é fã do gênero e está carente de sessões de cinema envolventes, com terror, suspense e uma leve pitada de comédia, corra para assistir "A Morte te dá parabéns". Posso garantir que vai prender a sua atenção do início ao fim.

Durante o filme, o público do cinema vibrava com a personagem e no final aplaudiram muito. Pude observar que as pessoas na sala eram bastante diversificadas no que diz respeito à faixa etária: muitos jovens de 14-16 anos e também vários adultos já com uma idade mais avançada.

O pré-requisito para assistir ao filme é estar relaxado e querer se divertir!

Assista ao trailer oficial: https://goo.gl/nPRHg4

Bruna Brezolini


Mais fotos:


Nenhum comentário