Resenha - O Sorriso da Hiena - Verus Editora


Autor(a): Gustavo Ávila
Editora: Verus
Páginas: 264
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Suspense, Drama Policial

Sinopse: É possível justificar o mal quando há a intenção de fazer o bem?

Atormentado por achar que não faz o suficiente para tornar o mundo um lugar melhor, William, um respeitado psicólogo infantil, tem a chance de realizar um estudo que pode ajudar a entender o desenvolvimento da maldade humana.

Porém a proposta, feita pelo misterioso David, coloca o psicólogo diante de um complexo dilema moral. Para saber se é um homem cruel por ter testemunhado o brutal assassinato de seus pais quando tinha apenas oito anos, David planeja repetir com outras famílias o mesmo que aconteceu com a sua, dando a William a chance de acompanhar o crescimento das crianças órfãs e descobrir a influência desse trauma no crescimento delas.

Mas até onde William será capaz de ir para atingir seus objetivos?

Em O sorriso da hiena, Gustavo Ávila cria uma trama complexa de suspense e jogos psicológicos, em uma história que vai manter o leitor fisgado até a última página enquanto acompanha o detetive Artur Veiga nas investigações para desvendar essa série de crimes que está aterrorizando a cidade.

Particularmente eu sou o tipo de pessoa que adora seriados policiais e investigativos. O meu preferido é Criminal Minds, pelo único motivo de achar os assassinos desse seriado portadores de uma inteligência, de uma genialidade indescritíveis. Eles não matam só por matar, existe um motivo real, uma necessidade. O Sorriso da Hiena poderia ser um episódio de grande sucesso nesse seriado.


Durante toda a leitura (que foi rápida e viciante após superar a primeira cena de assassinato) eu imaginei a equipe do UAC (Unidade de Análise Comportamental do FBI) investigando caso, não tiraria o mérito do detetive Veiga, afinal, ele me lembrou em muitos momentos o Dr Spencer Reid - principalmente pela sua incapacidade de socialização e eterna franqueza, mas pela complexidade do caso. David deseja mais que atenção da mídia. Ele não quer matar apenas porque está entediado e sua vida é uma droga. Não. Ele deseja saber como se criam os adultos portadores de um trauma violento. Como essas pessoas são capazes de fazer a vida seguir sem que esse trauma interfira nas suas escolhas. Ou pior, como esse trauma pode influenciar negativamente em suas vidas de forma que eles possam se tornar um novo David. Para isso, ele escolhe William, um psicólogo infantil que escreveu uma tese de doutorado baseado no desenvolvimento humano para por seu estudo em prática. William tem a teoria e David, a prática. Disposto a fazer com outras família o mesmo que fizeram com a sua, ele começa uma sangrenta série de assassinatos pela cidade capaz de deixar você se perguntando coisas que poderá não ter respostas.

Confesso que fiquei um bom tempo encarando esse livro na minha estante. Comecei a leitura na fila de autógrafos do Gustavo na Bienal e só tomei coragem para terminá-lo esses dias. Existe uma grande diferença entre VER uma cena de crime criada para a TV e IMAGINAR uma cena de crime na sua cabeça e essa segunda parte me deixou muito desconfortável, mas depois de superada, devorei o livro querendo que ele não acabasse. Gustavo escreve de um jeito único. A forma com que ele montou a personalidade de David, as manias de Artur, a obsessão de William foi de uma criatividade e experiência de um autor que faz isso há muito tempo. Sem contar que os personagens secundário tão acabam sendo cativantes. Juliana e Cris ganharam meu coração com sua lealdade e amizade com William, Bete - com seu jeito divertido e implicante e compreensivo de ser com Artur e Margô tão dócil e com cheirinho de talco…

Mas o principal, o que me deixou de boca aberta, que foi o ápice para mim: a forma como David - meticulosamente - elaborou todo o seu plano. Esse merece está na lista dos dez mais perigosos Serial Killers. E é, em disparada, meu assassino favorito. Desculpe, mas eu nunca disse que era normal! ;)

Onde encontro para comprar?


Saraiva https://goo.gl/jm5sNU
Amazon 
https://goo.gl/X9JXBz

Resenhista colaboradora Laila Oliveira

3 comentários

  1. Amei a resenha, tanto que fiquei curiosa para ler... isso porque o gênero não é o meu forte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois conta aqui pra gente o que achou do livro!! ;)

      Excluir
    2. Amiga, você que gosta do Raphael Montes vai gostar do Gustavo.

      Excluir