Resenha - Não se apega, não - Editora Intrínseca


Autor(a): Isabela Freitas
Editora: Intrínseca
Páginas: 256
Ano de Lançamento: 2014
Gênero: Romance

Sinopse: Desapegar: remover da sua vida tudo que torne o seu coração mais pesado. Loucos são os que mantêm relacionamentos ruins por medo da solidão. Qual é o problema de ficar sozinha? Que me desculpe o criador da frase “você deve encontrar a metade da sua laranja”. Calma lá, amigo. Eu nem gosto de laranja. O amor vem pros distraídos.

Tudo começa com um ponto-final: a decisão de terminar o namoro de dois anos com Gustavo, o namorado dos sonhos de toda garota. As amigas acharam que Isabela tinha enlouquecido, porque, afinal de contas, eles formavam um casal per-fei-to! Mas por trás das aparências existia uma menina infeliz, disposta a assumir as consequências pela decisão de ficar sozinha. Estava na hora de resgatar o amor-próprio, a autoconfiança e entrar em contato com seus próprios desejos.


Parece fácil, mas atrapalhada do jeito que é, Isabela precisa primeiro lidar com o assédio de um primo gostosão, com as tentações da balada e, principalmente, entender que o príncipe encantado é artigo em falta no mercado. 

Quando eu ouvi falar sobre esse livro achei o tema bem interessante porque chega uma hora na vida da gente que precisamos nos desapegar de certas coisas, pessoas ou situações, para que possamos evoluir.

Aí você se pergunta: por que eu devo ler esse livro? Eu não preciso de conteúdo de autoajuda! Mas se você pensa assim, mudará de ideia ao ler este livro, porque depois que eu li, percebi que não se trata de uma obra de autoajuda, está mais para um romance baseado em uma história quase real, e me atrevo a dizer que parece coisa de novela. Tanto é que o livro foi adaptado como série televisiva, exibida pelo Fantástico em 6 episódios.

Não se apega não é o primeiro livro de Isabela Freitas. O que muita gente não sabe é que no livro a história se passa também com uma Isabela. Isso mesmo, ela conta algumas situações da vida dela, porém ela coloca no livro um pouco de histórias fictícias, que fazem você pensar que o livro é autobiográfico, mas não se engane!

A história começa quando Isabela termina seu namoro de 2 anos com o Gustavo, suas amigas piram porque eles formavam um casal perfeito, mas nem tudo o que as pessoas acham que é perfeito para você significa que realmente seja. Após o término, Isabela decide dar um tempo para si mesma, e entende que não vale a pena estar ao lado de alguém que não te faz feliz só para não ficar sozinha.

E vamos ser sinceros, o que mais vemos são pessoas que não conseguem ficar sozinhas por medo (talvez de lidar consigo mesmas) ou não sei bem o quê. Infelizmente muitas vezes são casais infelizes ou até mesmo casais de aparências. As pessoas esquecem que nascemos sozinhos e não precisamos de parceiros amorosos para sermos felizes. É necessário termos amor-próprio em primeiro lugar, estarmos em harmonia com nossa família, nossos amigos, nosso trabalho, escola, enfim, que aí o amor chega de fininho em nossas vidas!

Esse livro é escrito em primeira pessoa, dando alguns saltos entre presente e passado. É excelente, pois mostra como dar a volta por cima e sair com a cabeça erguida, seguindo em frente da melhor forma. Uma leitura leve, divertida e agradável.

A capa é muito bonita, absolutamente de acordo com o nome do livro.

Onde encontro para comprar?


Resenhista colaboradora Vanessa Mendes

Nenhum comentário