Resenha - Casada até quarta - Verus Editora


Título Original: Wife by Wednesday
Autor(a): Catherine Bybee
Tradução: Sandra Martha Dolinski
Editora: Verus
Páginas: 193
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Romance Erótico

Sinopse: O contrato de casamento deles previa tudo... menos se apaixonar. O primeiro livro da série Noivas da Semana. Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu. Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele. Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.

Esse livro me lembrou muito os livros de banca de jornais que eu sempre li, desde os 14 anos: um homem rico, lindo, e uma mulher que luta o tempo todo para fugir da atração que ele exerce sobre ela. Muito clichê, não é mesmo?

No entanto, devo confessar (e não tenho vergonha alguma disso) que esse tipo de história me encanta. Ainda me faz sonhar e imaginar cada personagem e suas ações, cada arroubo, cada beijo.

Samantha Elliot, uma mulher decidida que luta para se manter e à sua irmã Jordan, que tentara se matar e perdera as funções cerebrais e precisava ser mantida em uma clínica, possui uma agência, a Alliance, que promove casamentos “por conveniência” mediante vultosos pagamentos. Seu negócio não é ilegal e a ajuda com as contas.

Um belo dia sua agência é procurada por Blake Harrison, um homem rico que, para herdar um título de nobreza e a fortuna deixada por seu pai, embora não precisasse dela, deve se casar o mais rápido possível.

Samantha, ou Sam, lhe dá várias alternativas, mas Blake se decide por ter a própria Sam como esposa, oferecendo-lhe uma quantia vultosa que resolveria todos os problemas.

Obviamente que ela aceitou, prometendo a si mesma manter aquele relacionamento em níveis estritamente profissionais, o que, claro, não aconteceu. Ambos jogam todo o bom senso para o alto e se entregam a uma paixão sem limites, mesmo sabendo que haveria um fim.

Samantha tem que se defrontar com uma das amantes de Blake, encarar sua família, viver uma vida de mentiras para cumprir o contrato assinado.

Há também a presença de Carter, o melhor amigo de Blake, que tem um papel nessa história, um gancho para o segundo livro.

A leitura é gostosa, tranquila. Para mim foi um descanso de certos assuntos mais, digamos, “pesados” sobre os quais tenho lido. Eu me diverti muito com essa leitura e aconselho que leiam. Não para analisar, mas para relaxar a mente. De vez em quando é bom a gente fugir da realidade e encarar os clichês como uma forma de escape e diversão.

Onde encontro para comprar?

Veja no Skoob https://goo.gl/Xmy8jD

Resenhista colaboradora Rita Flôres

Nenhum comentário