Resenha - Todas as garotas desaparecidas - Verus Editora


Título Original: All The Missing Girls
Autor(a): Megan Miranda
Tradutor(a): Petê Rissatti
Editora: Verus
Páginas: 294
Ano de Lançamento: 2017
Gênero: Suspense, Thriller psicológico

Sinopse: Ninguém simplesmente some.
Faz dez anos que Nicolette Farrell deixou Cooley Ridge, sua cidadezinha natal, depois que sua melhor amiga, Corinne, desapareceu sem deixar rastros. De volta para resolver assuntos pendentes, Nic logo se vê imersa em um drama chocante que faz o caso de Corinne ser reaberto e remexe em antigas feridas. Logo ao chegar, Nic descobre que seu namorado da época está envolvido com Annaleise Carter, a jovem vizinha que foi o álibi do grupo de suspeitos para a noite do sumiço de Corinne. E então, poucos dias após a volta de Nic, Annaleise desaparece. Agora Nic precisa desvendar o desaparecimento de sua vizinha e, no processo, vai descobrir verdades chocantes sobre seus amigos, sua família e o que realmente aconteceu com Corinne naquela noite, dez anos atrás. Todas as garotas desaparecidas é um suspense psicológico impactante — contado de trás para frente. Quando você pensa que está seguindo por um caminho conhecido, Megan Miranda — autora revelação no gênero do suspense — vira tudo de cabeça para baixo e nos faz questionar até onde estaríamos dispostos a ir para proteger aqueles que amamos.

Tanto a sinopse instigante quanto a capa marcante chamaram minha atenção para o livro. Tive vontade de comprá-lo assim que foi lançado, mas acabei recebendo uma cortesia do Grupo Editorial Record. Adianto que comprei um para dar de presente para a minha sogra. Espero que ela se envolva na história assim como eu. 

Megan Miranda nos conta a história de Nicolette Farrell, uma mulher adulta, cheia de responsabilidades e um passado difícil: sua melhor amiga, Corinne Prescott, desapareceu misteriosamente. Ela tem um relacionamento amoroso com Everett, um bom companheiro. E eles moram atualmente na Filadélfia e estão noivos.


Longe de Cooley Ridge, de onde fugiu como se estivesse correndo de um passado que a acompanharia para sempre, Nic deixou para trás seus amigos, seu irmão e seu pai. Patrick, pai de Nicolette, ainda está vivo, porém passa a maior parte do tempo com a mente confusa. Por este motivo, está internado em uma clínica, Grand Pines.


Após receber um bilhete misterioso de seu pai, ela precisa voltar para Cooley Ridge para tentar entender o que ele quis dizer com aquelas palavras. Além disso, Daniel, seu irmão, com quem tem uma relação difícil, pede ajuda para tentar convencer seu pai de que devem finalmente vender a casa onde moravam anos atrás.


Mas eis uma coisa que aprendi sobre ir embora: é impossível voltar de verdade. Não sei mais o que fazer com Cooley Ridge, e Cooley Ridge não sabe mais o que fazer comigo. A distância apenas aumenta com o passar dos anos.

Assim que Nic chega em Cooley Ridge, ela revê amigos de sua época de adolescência, pessoas que fizeram parte de seu passado obscuro. Dentre eles, conhecemos Tyler, seu ex-namorado, que está se relacionando com Annaleise Carter, jovem que serviu de álibi para Nic e seus amigos no dia do sumiço de Corinne.

Logo em seguida, Annaleise também desaparece sem deixar rastros. Nic incorpora a detetive, a policial, e mergulha nas circunstâncias para tentar esclarecer o que aconteceu com a jovem. Será que os dois fatos estão conectados?

A autora faz a narrativa de trás para a frente (cronologia reversa), o que inicialmente pode deixar os leitores um pouco confusos. Porém, é fácil se ambientar e se envolver com a história, de modo a acompanhar as lembranças de Nic como se fossem suas. O importante é não se desesperar, pois, acredite, as coisas vão se encaixando ao longo do livro.

Todos os personagens relevantes possuem aspectos a serem considerados, inclusive no que diz respeito a deixar o leitor curioso e tentando concluir quem é o "suspeito ideal", com base no comportamento deles, no passado e no presente.

As coisas não são reveladas de forma direta. Você precisa estar atento, se envolver, conectar os fatos. Este é outro fator que me atrai, e me fez gostar muito da escrita da Megan. Tive que ir e voltar algumas vezes durante a leitura, mas valeu muito a pena.

Onde encontro para comprar?

Saraiva https://goo.gl/vpoGpp


Resenhista Bruna Brezolini

Gostaríamos de agradecer imensamente ao Grupo Editorial Record, que nos forneceu esta obra maravilhosa e à Aliança de Blogueiros do Rio de Janeiro, que permitiu o nosso encontro.

Nenhum comentário